I Pedro



1. Nome

O nome deriva-se do seu autor: Simão Pedro, chamado Cefas.

2. Posição no Cânon

Em nosso Cânon esta é a segunda epístola das sete denominadas católicas ou universais.

3. Autoria

Há evidências internas que determinam a autoria de Pedro, como por exemplo, a sua identificação já no primeiro versículo (1:1). Alguns levantam dúvidas quanto da autoria de Pedro tendo em vista o grego empregado na epístola era muito elevado para um simples pescador, o qual não teria capacidade suficiente para desenvolvê-lo. Contudo, deve-se levar em conta a atuação de um amanuense que transcreveu a narrativa de Pedro dando os devidos ajustes escriturísticos. O próprio apóstolo testifica que escreveu sua primeira carta com a ajuda de Silvano, como seu escriba (5:2)

4. Data

Pedro escreveu sua epístola provavelmente entre os anos 80 e 63 dC, certamente antes da perseguição durante o reinado de Nero em 64 dC.

5. Propósitos do livro

O propósito preeminente do apóstolo diz respeito a submissão e a sofrer na retidão, por amor a Cristo, pois a Igreja vivia à sombra de uma eminente perseguição e o sofrimento é o tema em destaque neste livro.

Para melhor compreensão de seu conteúdo e propósito esta epístola pode ser dividia em três partes: A chamada para a Salvação (1:3-3:10); A vida ética do cristão (2:11-3:22); e, Disciplina cristã(4:1-5:14).

6. Estilo literário do autor

O grego fluente de Silvano e seu estilo literário aparecem na epístola em contradição ao grego menos esmerado que aparece na segunda epístola de Pedro. É provável que tenha sido escrita pelo amanuense Silvano que conhecia muito bem o idioma grego. O tom e o conteúdo da epístola combinam com o temperamento de Simão Pedro, conforme relatos de outros livros do NT.

7. Estrutura do livro

São cinco capítulos divididos em sete assuntos:

- Introdução
- O caráter da Salvação: preservação – (1:3-12);
- As prerrogativas da Salvação – (1:13-2:10);
- O comportamento dos salvos – (2:11-3:7);
- A confiança dos salvos – (3:13-4:11);
- O conselho dos salvos –(4:12-5:11); e
- Saudações finais – (5:12-14).

8. Ensinos importantes

- Instruções sobre o comportamento do cristão ante as perseguições;
- Ensina que o crente deve viver uma vida santa;
- Ressalta os temas conexos da salvação, da esperança, do amor, da fé, da santidade, da humildade, do temor a Deus, da obediência e da submissão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Reservamos o direito de não publicar críticas negativas de "anônimos". Identifique-se por seu e-mail e pela URL de seu blog ou home page e terá sua opinião publicada.

2. Os comentários serão aprovados segundo nossos critérios. Somente publicaremos os comentários que atendam propósitos relativo ao tema.

3. Discordar não é problema. Na maioria das vezes pode redundar em edificação e aprendizado. Contudo, faça-o com educação. Não toleraremos palavreado torpe, ofensivo e inconveniente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...